Notícias | Cidades
30/01/2018 - 14:26:08
Vigilância Epidemiológica confirma envio de 4º macaco encontrado morto em Varginha para exames
G1 Sul de Minas
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Macacos foram encontrados mortos no bairro Centenário, em Varginha, no início de janeiro c (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Animal foi encontrado morto em rua do bairro São Miguel; outros três animais também foram achados no bairro Centenário e na Avenida do Contorno.
 
A Vigilância Epidemiológica de Varginha informou que mais um macaco encontrado morto foi enviado para análise na Fundação Ezequiel Dias, a Funed, em Belo Horizonte. O macaco foi encontrado na Rua José Ribeiro de Mattos, no bairro São Miguel.
 
Este foi o quarto macaco encontrado morto em Varginha que está sob análise pela possibilidade de febre amarela. Nos dias 14 e 16 de janeiro, outros dois macacos foram encontrados no bairro Centenário. Um terceiro macaco foi achado na Avenida do Contorno. A princípio ele teria sido atropelado, mas mesmo assim amostras foram enviadas para análise na Funed.
 
Segundo a Vigilância Epidemiológica, por causa desse novo macaco que foi encontrado, agentes da Vigilância Ambiental estão no bairro buscando focos do Aedes aegypti e coletando larvas para análise. Também está sendo realizada a visita casa a casa, no sentido de diagnosticar o cartão de vacina dos moradores. A vacinação contra a febre amarela também será intensificada.

Casos em macacos
 
Por enquanto, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou a presença do vírus da febre amarela em apenas dois macacos encontrados mortos em agosto e novembro do ano passado em Gonçalves (MG) e Extrema (MG). Desde então, desde que um novo primata é encontrado, amostras são enviadas para análise na Funed, em BH.
 
O macaco não transmite a febre amarela. Ele é uma vítima do vírus, assim como o ser humano. No entanto, a existência de macacos mortos em áreas de mata ou urbana podem indicar que o vírus da doença esteja circulando pelo local.
 
Casos em humanos
 
Pelo menos quatro pessoas estão internadas em hospitais de Pouso Alegre e Poços de Caldas com suspeita da febre amarela. Por enquanto, apenas um caso de morte por febre amarela foi confirmado no Sul de Minas. Trata-se de um idoso de 88 anos, morador de Poço Fundo (MG), que morreu em um hospital de Mairiporã (SP), onde a família dele mora.
 
Outras quatro mortes ainda são investigadas: um morador de Aguanil, que ficou internado em Campo Belo; um turista de São Paulo que ficou internado em Três Corações e dois moradores de Conceição dos Ouros que ficaram internados em Pouso Alegre e Itajubá.

Febre amarela
 
A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.
 
Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no RSS.

Comente a Notícia!

Últimas Notícias
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)