Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
Política pelo desenvolvimento; App de Varginha: tecnologia para gerar negócios e ampliar o Turismo
11/05/2017

Política pelo desenvolvimento

O Deputado Federal Dimas Fabiano, recebeu no último dia 8 de maio, em seu gabinete em Brasília, o vice-prefeito de Varginha Vérdi Lúcio Melo acompanhado do Diretor Aeroportuário, Rogério Evaristo, para despachar a respeito de melhorias para o Aeroporto Regional do Sul de Minas em Varginha.Foi realizada uma audiência na Secretaria de Aviação Civil com o Diretor do DIAR -Departamento de Investimentos em Aeroportos Regionais, Eduardo Henn Bernardi, o Coordenador Geral de Estudos e Projetos, Márcio Maffili, a Chefe de Serviço, Izabella Prozzeti e o Coordenador do DIAR, Teotônio Freitag.

Durante a reunião, o deputado, juntamente com o vice-prefeito e o Diretor Aeroportuário, buscaram o apoio da diretoria do DIAR para melhorar a infraestrutura do Aeroporto, para que além do transporte de passageiros já existente e que hoje atende toda a região, comece a proporcionar, também, um início de transporte de cargas das cidades do Sul de Minas Gerais para o Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte. Atualmente Varginha possui voos semanais para Confins na região metropolitana de BH.

Na ocasião, eles solicitaram também um apoio para o investimento da infraestrutura do Aeroporto, como a construção de uma cerca patrimonial, reforma da pintura da pista e dos aparelhos de auxílio à navegação aérea, compra de equipamentos para a sala de IPTA e doação de um aparelho de Raio-X. 

Na audiência ficou decidido que a administração do Aeroporto, hoje com a Prefeitura de Varginha, fará uma reivindicação oficial para a Secretaria de Aviação Civil com todas as solicitações feitas ao longo da reunião e que a SAC, após estudar a possibilidade de liberação dos recursos pleiteados pelo deputado Dimas Fabiano, irá até o início do segundo semestre, começar a atender qualquer uma das reivindicações apresentadas. Esta iniciativa, de união de forças entre o Executivo de Varginha e o parlamentar Dimas Fabiano, trará um enorme ganho em desenvolvimento social e econômico para todas as cidades do Sul de Minas, que utilizam o aeroporto, além de proporcionar melhoria ao comércio da região com o transporte de cargas, o que fortalece a economia regional. 

Concurso Gourmet

O Concurso Gourmet Edição 2017 entra na sua última semana. O que significa que restam sete dias para escolher um dos 8 concorrentes e saborear as delícias dos restaurantes de Varginha, todos com descontos de 13% a 40%.Esse ano os concorrentes têm o peito de frango desfiado como ingrediente obrigatório em pratos que foram desenvolvidos especialmente para concorrer ao título de “Sabor que tempera a nossa cidade”. Os pratos com descontos estão disponíveis até o próximo dia 14 de maio, domingo. Para conhecer os concorrentes basta acessar o site oficial do Festival Gourmet e Cultural de Varginha (www.festivalgourmetdevarginha.com.br). Já na fanpage oficial do evento, você pode votar no seu prato preferido e eleger o “Queridinho das mídias sociais”. 

App de Varginha: tecnologia para gerar negócios e ampliar o Turismo

App de Varginha é um aplicativo criado em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo e Comércio para smartphone e tablet contendo todas as informações sobre a cidade, turísticas, onde comer, onde ficar e um guia empresarial para encontrar qualquer produto ou serviço da cidade com apenas alguns toques. Um projeto de extrema relevância que será um canal para todas as informações da cidade e uma comunicação direta através do Governo Municipal. Os usuários poderão receber em tempo real informações extremamente úteis sobre assuntos como saúde (campanhas e alertas), educação e até mesmo trânsito no caso de situações que impliquem no fechamento de vias importantes ou eventos climáticos que podem ser avisados com antecedência prevenindo situações mais sérias e salvando vidas. Levando informação para todos e ajudando a realizar novos negócios contribuindo para a cidade crescer além de fazer com que os empresários e prestadores de serviço conquistem mais clientes superando este momento atual de crise e ainda atendam e sejam encontrados por eles de forma melhor, com mais rapidez e qualidade. O App de Varginha é uma parceria Cidade x Empresário x Cidadão. A participação de cada um deles é fundamental para o sucesso de todos. Todos ganham! 

Perguntar não ofende

Hoje a Prefeitura de Varginha entre mais de 500 casas construídas através do Programa Federal Minha Casa Minha Vida! Será que o prefeito vai dizer que os recursos da obra são federais? Quantas famílias ainda esperam por casa em Varginha? 

Quando o Parque Florestal São Francisco vai ser efetivamente utilizado pela comunidade de Varginha? O local servirá apenas para abrigar drogados, vândalos, macumbeiros e gerando despesas para o município? 

O município de Varginha tem aproveitado as inúmeras parcerias, cursos e projetos disponíveis do Sistema S? Há diálogo com entidades, como CNC/SESC/SENAC, associações de classes e entidades modernas para oferecer cursos de atualização? 

Tem havido fiscalização dos programas habitacionais do Bairro dos Carvalhos, do Bairro Cruzeiro do Sul e do Bairro Novo Tempo? Como é realizada a fiscalização? Os contemplados estão realmente morando nas casas? As unidades são de qualidade? 

As várias lavanderias comunitárias, estruturas existentes para auxiliar as famílias carentes de Varginha, estão sendo cuidadas e estão em pleno funcionamento? Quem fiscaliza e cuida destas estruturas? Haverá ampliação no número de lavanderias? 

Fiscalizar é preciso!

Cumprindo seu papel de fiscalizar o Executivo Municipal, o vereador Carlos Costa (PMDB) cobrou da Prefeitura de Varginha como está a situação da instalação da indústria de artigos elétricos denominada Alumbra? O que foi oferecido de atrativo para sua instalação no município? O que foi negociado no Protocolo de Intenções? Quando efetivamente se dará essa instalação? Como está a instalação da indústria de bolachas Duchen? O que foi oferecido de atrativo para a empresa? O que foi negociado no Protocolo de Intenções? Quando efetivamente se dará sua instalação? 

Foi amplamente divulgada a instalação de uma indústria de fraldas, tendo sido propagado oficiosamente que seria a Johnson’s. O que realmente é verdade na vinda desta empresa? Existe alguma empresa que efetivamente está em negociações para instalação no município? Quais e em que situação se encontram as negociações? Quais são os diferenciais oferecidos pelo município para atração de investimentos?

As inúmeras perguntar feitas pelo vereador ao Executivo são pertinentes na medida em que vemos que a relação entre empresários e políticos, infelizmente, não são das mais “saudáveis”, vide Operação Lava Jato! Além disso, para quem tem memória, não é segredo que nas gestões do PT, empresas que vieram para Varginha, como no caso da Usina de Biodiesel, receberam incentivos, não geraram emprego e ainda deixaram prejuízo! Também vale lembrar da empresa Polo Films que deixou Varginha e, não fosse a cláusula de reversão contratual, teria levado o terreno e estrutura que foi conseguida com apoio do município. É sempre bom saber como são as negociações entre empresas e o município, mesmo porque, em tais negociações são envolvidos recursos públicos! 

Fiscalizar é preciso 2

Na mesma linha de fiscalizar e cobrar ações na área de segurança pública, o vereador Delegado Celso PSB, após verificar os problemas envolvendo a Guarda Civil Municipal e o Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGIM, requereu do município as seguintes respostas: Qual a situação atual do GGIM no município? Está ativo ou inativo? Quais foram as razões e motivos que tornaram o GGIM inativo? Quantas reuniões foram feitas e quais os assuntos foram discutidos e deliberados? São procedentes as informações de que a Guarda Civil Municipal de Varginha está organizada e em funcionamento mediante a Lei n. 4.003/2003 e, inclusive, dispõe de estrutura logística que abriga o GGIM, que recebeu investimento da ordem de R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais) em videomonitoramento, equipamentos, móveis e outros? Quantas câmeras estão em funcionamento e quais entidades têm acesso às imagens? Quais as estruturas de pessoal, logística, equipamentos e outros possui o GGIM? Nos termos do art. 2º, §2º, da Lei n. 5.085/2009, que dispõe sobre a criação do GGIM, o município formalizou instrumento adequado para garantir a participação dos órgãos do Governo Federal (Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e outros) e do Governo do Estado de Minas Gerais (Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, Polícia Militar Ambiental, Bombeiros, Secretaria de Estado de Defesa Social – SEDS, Ministério Público, Poder Judiciário, Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/MG e outros), previstos no inciso III do caput do mesmo artigo? O GGIM está se reunindo somente quando há casos de repercussão na segurança pública? Existe interesse do município em estruturar o GGIM na aplicação de políticas públicas com todos os entes e seus representantes, visando reduzir a criminalidade violenta, com melhoria na sensação de segurança e resgatar a paz social no município?

A coluna já comentou que a Guarda Municipal de Varginha “guarda segredos” envolvendo o recurso federal milionário para a compra do sistema de vídeo-monitoramento, bem como todo aquele período de gestão da instituição! O atual governo prefere “não mexer na ferida”, todavia, precisa fazer com que a Guarda Municipal volte a dar resultados e que a Segurança Pública em Varginha melhore! A conferir se as respostas dadas pelo Executivo vão contemplar a verdade ou continuaram a tapar o sol com a peneira?! 

A crise

A Associação Mineira de Municípios vai ter um baita prejuízo com o congresso anual de prefeitos que realiza de terça a quinta, no Expominas. Pelas cifras que circulam nos meios políticos, o custo do evento estaria na casa das centenas de milhares. E as receitas com venda de estandes não devem cobrir nem metade dos gastos: a procura esteve fraca. Diante da crise financeira das prefeituras, as empresas ficam desmotivadas em lhes oferecer produtos e serviços. Várias entidades e empresas que normalmente pagavam caro para estar próximos de prefeitos e vereadores não estão mais participando do evento: dirão que a exemplo da iniciativa privada, os municípios, com raras exceções, estão sem dinheiro para gastar! 

Tempos difíceis pela frente

O governador Fernando Pimentel (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Adalclever Lopes (PMDB) tiveram uma longa conversa na sexta-feira passada (05/05) no Palácio da Liberdade. O papo rendeu por mais de uma hora. Ao que se sabe, foi o primeiro encontro pessoal e demorado entre eles depois que o STF derrubou a exigência de aval legislativo estadual para a denúncia e abertura de processo contra o governador no STJ. Pimentel terá que enfrentar o STJ e ainda tentar reverter sua imagem junto ao eleitor, que ainda não viu eficiência deste governo petista. Já o deputado estadual vai enfrentar um grande descontentamento do PMDB mineiro que não deseja acompanhar o PT em 2018, ao contrário de Lopes, que pode até, ser candidato a vice na chapa de Pimentel.

 

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)